22nd Oct2010

The Runaways – Garotas do Rock

by Pedro Henrique Gomes

The Runaways abre com sangue menstrual e fecha com sorriso de “vamos continuar nossas vidas depois de muitos fracassos, sucessos e derrocadas”. Não deixa de ser um filme de dualidades: o sangue que escorre é o do caminho sempre tortuoso que se percorre para alcançar certos objetivos e o sorriso final é o da recompensa de que, apesar de nem tudo ter dado tão certo, as coisas no fim se resumem a contento. Num conceito onde o que parecia ser um filme que rumaria para um caminho facilmente enquadrado como parte de um subproduto industrial (com todas as fórmulas cabíveis a este tipo de filme) acaba se tornando num filme cheio de eventos que lhe reservam certo interesse e o tiram do limbo a que tantos outros filmes sobre música e músicos se encontram, talvez por ser um filme que se contenta em ser somente sobre si próprio, não se apegando a toda uma questão histórica sobre todos os preconceitos a que as mulheres foram submetidas na História. Está tudo lá, no filme, em formas concretas na história daquelas mulheres querendo tocar guitarra e bateria. Dizer mais que isso seria até grosseria. E o “não dizer” é uma escolha do filme – que se mostra acertada.
The Runaways é a cinebiografia da banda de mesmo nome que marcou época por ser composta somente por mulheres que tocavam rock’n’roll, tornando-se a primeira banda 100% feminina. O filme se passa entre 1975-1977 a partir do ponto de vista da loira Cherie Currie (Dakota Fanning), a vocalista da banda – o filme é baseado em Neon Angel: The Cherie Currie Story, biografia de Cherie. Joan Jett (Kristen Stewart), Lita Ford (Scout Taylor-Compton) e Sandy West (Stella Maeve), eram as outras integrantes da banda. Vemos desde o momento em que Joan Jett conhece Kim Fowley (Michael Shannon) e este conhece Cherie Currie. Fowley via naquelas meninas um potencial musical tão grande que investiu seu trabalho na banda. Deu certo, enquanto durou.
Esse espírito tão bem composto dá um clima interessante ao filme, que em sua oscilação entre a realidade interna e externa se constroi naturalmente, sem muitas intervenções da diretora. Floria Sigismondi evita qualquer tipo de artifício estilístico (a maioria das cenas são bastante faladas, mas também contrabalanceadas com forte carga dramático-expressiva), de modo a deixar seu filme falar pelo seu conteúdo, não antes por sua forma. Como filme de estreia, The Runaways tem problemas típicos de um primeiro filme: muita música, o tempo inteiro (como no já comentado O Garoto de Liverpool) e algumas cenas desimportantes, como as que envolvem Joan Jett e uma amiga, que em nada influencia na trama, sendo particularmente dispensáveis. Também o filme esquece qualquer personagem que não atenda pelo nome de Cherie Currie, Joan Jett e Kim Fowley, abdicando das outras integrantes da banda – em pouco talvez pelo fato de que Lita Ford tenha se negado a ceder sua história para o filme. Mesmo que isso tenha se dado ainda quando o filme era apenas um projeto, o fato é que essa ausência de Ford enfraquece o filme, colocando Ford e West como coadjuvantes quando eram para serem protagonistas.
Figura de representação dessa realidade é representada pelo rosto de Dakota Fanning como Cherie Currie. Dakota, que começou jovem no cinema, sempre foi a menininha querida dos filmes nos quais atuou em razão de seu talento dramático precoce – tão caro a tantas veteranas que vemos por aí. Logo no início do filme um dos personagens já aponta os dotes físicos da menina, notando que “a menininha virou mulher”, assim como sua personagem, Cherie. E Dakota capta o espírito do filme logo de cara, compondo de maneira exata sua personagem – que vai aos poucos se soltando com as outras garotas da banda. Também Kristen Stewart está tão eclética (como em Na Natureza Selvagem) que não há como ligá-la a sua personagem (como é mesmo o nome?) da saga Crepúsculo, com toda aquela carga dramática infantilóide necessária para compor aquela figura (quase) vampírica.
(The Runaways. EUA, 2010)
Direção de Floria Sigismondi
Roteiro de Floria Sigismondi
Com Dakota Fanning, Kristen Stewart, Stella Maeve, Scout Taylor-Compton, Michael Shannon

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *