04th Jan2011

Dilma, que você seja você

by Pedro Henrique Gomes
Dilma, que você seja você.
Que seu governo possa esclarecer assuntos perdidos em meio aos escombros do passado, mas não esquecidos por quem os viveu. 
Que possamos deixar o lamento no único lugar que lhe pode servir de morada: o nada. 
Que consigamos livrar esse nosso Brasil da inoperância, dando seguimento ao projeto de governo deixado por Lula, colhendo os frutos dos equívocos para finalidades acertadas.
Que transformemos o quadro de injustiças e agonias num painel de lutas e vitórias. 
Que “seus ministérios” possam atuar rigorosamente nos problemas. 
Que cada assunto esteja relacionado a um órgão de acordo com sua gravidade, e não rastejando por interesses. 
Que o povo que lhe confiou o poder continue lhe dando todo o suporte necessário. 
Que aqueles que não lhe deram o voto estejam agora ao teu lado.
Que falácias midiáticas não lhe afetem a esperança e o desejo de uma mudança possível e necessária. 
Que os corrompidos sejam afastados e que os justos, aproximem-se.
Que, antes do mundo olhar para você, você olhe para o mundo.
Que você, Dilma, não se assuste com a pressão de governar um país tão avacalhado por “reinados” anteriores. 
Ou que você sinta essa pressão e a transforme em soluções. 
Que as obras para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 sejam vistoriadas com cuidado. 
Que o povo não precise gritar por aquilo que, por direito, é seu. 
Que mantenhamos uma posição franca e firme nas relações externas. 
Que os ministros a quem você confiou o cargo possam representar-nos com apreço e dignidade. 
Que medidas extremas não sejam tomadas sem precaução e sem estudo. 
Que o Estado não seja aniquilado por suas próprias forças. 
Que você faça um bom governo. 
Que tenhamos todos bons tempos sob seu governo!
O preto e o branco não podem ser as cores únicas de nosso país.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *