01st Aug2013

Cinema e feminismo

by Pedro Henrique Gomes

goodbye-first-love

Descobri recentemente, através da Tainah Negreiros, duas revistas das mais interessantes: Joan’s Digest e Cléo (tudo a ver com o filme de Agnès Varda). Crítica de cinema com base feminista. Feminismo e cinema, o feminino no cinema, o corpo e a resistência. Revistas de cultura e política, portanto.

No editorial da revista que toma o nome do filme da Varda, já um salto de lucidez importante marca território:

For the first time, cléo features writing by men. Excluding male voices from the journal was never an intention, as we share the space of film writing—our home—with them. That said, we will always endeavour to ensure self-identifying female writers take prominence in order to establish a place where such voices can grow. Like Vienna, we didn’t find this place, but we’re trying to build it.

Ainda estou lendo as páginas das revistas, mas já é possível deixar a recomendação. O que pude perceber é que, como toda análise de imagem digna de atenção, há um olhar especial sobre o corpo e sua representação. Me parece fundamental essa inclinação analítica, isto é, aquela que busca destruir os mitos desparafusando os critérios básicos pelos quais eles se reproduzem socialmente. Aliás, se já ouso apontar um destaque, na Joan’s Digest tem um texto sobre Adeus, Primeiro Amor que deve logo ser lido.

Volto a falar sobre isso em breve.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>